Quem Somos

InstitucionalHistória

A Rede de Cooperação da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás em Sergipe – Rede Petrogas-SE – começou a ser estruturada 2003, após a realização do diagnóstico da Cadeia de Petróleo e Gás. Coordenada pelo Sebrae/SE e pela Petrobras, esta ação teve como base a experiência vivenciada pela Redepetro/RS.

Desde a sua fundação a Rede Petrogas-SE tem buscado interagir e se integrar a outras redes no Estado e no Brasil, a exemplo da Rede Sergipe de Tecnologia, da Rede de Metrologia de Sergipe e das demais redes petro, buscando assim o fortalecimento e o desenvolvimento de suas atividades e de seus associados. Atualmente a Rede é composta por instituições de fomento, universidades, governos, grandes e médias empresas, lideradas pela Petrobras, e pequenas empresas fornecedoras.

Assim, o objetivo da Rede Petrogas-SE é integrar seus associados em ações que propiciem o desenvolvimento da cadeia produtiva de petróleo e gás, estimulando a ampliação e abertura de novos empreendimentos, bem como do investimento em P&D e qualidade.  Além disso, a Rede busca a promoção do desenvolvimento de produtos e serviços com qualidade, segurança, respeito ao meio ambiente e responsabilidade social, e o fortalecimento das empresas, através da sua capacitação, certificação e divulgação. Todas essas iniciativas têm como foco a ampliação e conquista de novos mercados.

Tendo em vista consolidar tais propósitos diversas iniciativas têm sido desenvolvidas visando à inserção competitiva das empresas afiliadas. Dentre essas atividades destacam-se a realização da Missão Empresarial Multisetorial para Angola, que contou com a participação de nove pequenas empresas fornecedoras da cadeia de Petróleo e Gás; da Missão empresarial para a Argentina com o intuito de participar da Feira Buenos Aires OIL&GAS – 2005; da participação como expositora na feira Rio OIL&GAS – 2004 e 2006 – e na Feira Brasil Offshore – 2005 e 2007; e da capacitação de oito empresas para certificação no sistema de gestão integrada.

Missão

Contribuir para o desenvolvimento econômico, social e humano de Sergipe integrando as ações do setor produtivo, instituições e governos na cadeia produtiva de petróleo e gás do Estado e promovendo a inserção competitiva das empresas nos mercados local, nacional e internacional.

Estrutura

O modelo adotado pela Rede Petrogas segue um novo paradigma de organização que privilegia os princípios da gestão participativa, descentralização de comando (liderança situacional), fortalecimento da conectividade entre seus membros e a ampliação e dinamização de suas relações com outras redes, locais e nacionais.

Instâncias de Decisão:

1ª Instância – “Assembléia Geral”: deliberação

2ª Instância – Conselhos de gestão ou grupos de trabalhos: são pequenas assembléias criadas para tratar de assuntos específicos. Compostas por determinado número mínimo de participantes, tratam-se de áreas especializadas de trabalho por tema ou por processo que são constituídas e desconstituídas quando seus objetivos são alcançados.

3ª Instância – Secretaria Executiva: tem como finalidade facilitar e agilizar as operações da Rede, não cabendo a ela qualquer centralidade política. A Secretaria Executiva é exercida atualmente pelos Gestores do Convênio Petróleo e Gás do Sebrae e da Petrobras.