Governo antecipa primeiro leilão não convencional para outubro

Por Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O primeiro leilão para exploração de gás e óleo não convencional (xisto) no Brasil, vai ocorrer em outubro, disse hoje o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. O leilão foi antecipado em dois meses, visto que a data inicial era dezembro.

A expectativa da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) é ofertar blocos em até cinco potenciais bacias sedimentares, localizadas em Mato Grosso (Parecis), no Maranhão e Piauí (Parnaíba), na Bahia (Recôncavo), no Paraná e em Mato Grosso do Sul (Paraná) e em Minas Gerais e na Bahia (São Francisco).

As informações foram apresentadas por Lobão durante o programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

O governo prepara ainda outros dois leilões para este ano. O primeiro deles, previsto para ocorrer em maio, prevê a licitação de mais de 200 blocos para exploração de petróleo e gás, na bacia do Parnaíba. Em novembro, ocorrerá a primeira rodada de leilão para exploração de blocos de pré-sal, pelo sistema de partilha.

De acordo com glossário da ANP, o xisto betuminoso, como é conhecido, é uma rocha sedimentar, normalmente argilosa, muito rica em matéria orgânica. Quando submetido a temperaturas elevadas, o xistobetuminoso libera óleo, água e gás, e deixa um resíduo sólido contendo carbono.

Edição: Davi Oliveira

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil