Eike se une a gigante do petróleo para vender combustíveis marítimos

O grupo EBX, do empresário Eike Batista, e a BP Products North America, do grupo BP, fecharam contrato para formar uma empresa de distribuição de combustíveis marítimos. A MFX (Marine Fuels X) será instalada no porto do Açu, da LLX, empresa de logística do grupo de Eike.

A nova companhia terá como objetivo importar, exportar, vender e distribuir combustíveis marítimos sob a marca BP Marine. O controle será compartilhado entre as duas empresas, com participação de 50% de cada uma. A expectativa é que a MFX inicie suas atividades ainda em 2013, após a assinatura dos documentos finais e a obtenção das licenças e autorizações necessárias, com a importação de combustíveis marítimos e venda para clientes no mercado interno.

Porto de Açu

O centro de abastecimento da nova companhia será localizado no terminal TX2 do porto do Açu. A LLX alugará uma área de 350 mil metros quadrados na entrada do canal do TX2 e pretende alugar mais 600 mil metros quadrados no TX1, localizados em área destinada para a instalação de uma unidade de tratamento de petróleo. Segundo o comunicado divulgado hoje, o centro de abastecimento deverá atender às demandas de navios de vários portes e atividades, como navios de cabotagem e de longo curso, por combustíveis.

Operação Comercial

“Esta iniciativa visa assegurar às empresas que estão se instalando no porto do Açu a garantia de fornecimento contínuo e competitivo de combustível marítimo de alta qualidade para as suas operações”, disse Marcus Berto, diretor-executivo da LLX, em nota. O anúncio ocorre no momento em que o porto da LLX se prepara para começar a operar comercialmente. No fim de fevereiro, o diretor financeiro da OSX (empresa de construção naval da EBX), João Borges, afirmou o porto deveria iniciar atividades comerciais dentro de semanas.

Fonte: Gazeta do Povo (PR)/Folhapress