Consumo de eletricidade nas áreas da Energisa aumenta 4,8% em novembro

O consumo de energia elétrica nas áreas de concessão do Grupo Energisa aumentou 4,8% em novembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, totalizando 2.546 GWh. Considerando o consumo agregado no período de janeiro a novembro, o consumo de energia elétrica no mercado cativo e livre das nove concessionárias que integram a holding ficou em 27.100,6 GWh, equivalente a um crescimento de 3,6% em relação aos mesmos 11 meses do ano anterior.

Os dados relativo ao mês de novembro indicam que todas as classes registraram aumento no consumo. Na residencial, que representa 35,8% do mercado da Energisa, o salto chegou a 4,1%, com um total de 911,6 GWh demandados. Os desempenhos mais expressivos no segmento residencial foram apresentados pelas subsidiárias de Mato Grosso (7,8%), Mato Grosso do Sul (6,8%) e Minas Gerais (5,4%), influenciadas pelas temperaturas mais elevadas.

Totalizando 549,1 GWh, a classe industrial registrou o segundo maior crescimento do ano no Grupo, de 6,8%, favorecida pelo consumo de energia elétrica nas maiores distribuidoras do Grupo: Mato Grosso (9,5%), Mato Grosso do Sul (9,1%) e Sul-Sudeste (7,5%) – esta englobando o regiões do interior de São Paulo e do Paraná. Já o segmento comercial seguiu com a trajetória de aumentos no consumo de eletricidade desde abril e apresentou, em novembro, um avanço de 2,7%.

As duas concessionárias do Grupo Energisa com maior volume de energia elétrica consumida no mês de novembro ficam situadas na região Centro-Oeste: Energia Mato Grosso (725,6 GWh) e Energisa Mato Grosso do Sul (449,6 GWh). Na EMT, o consumo cativo e livre aumentou 10,4%, influenciado pelas temperaturas elevadas, enquanto que na EMS, o crescimento da demanda elétrica foi de 5,6%, em razão da alta menos agressiva registrada na classe residencial (6,8%).

Fonte: Canal Energia