Audiência na Alese revela que Sergipe possui apenas 50 unidades geradoras de energia solar

“O Estado de Sergipe hoje conta com apenas 38 unidades residenciais utilizando a energia solar, duas unidades rurais, nove comerciais e uma industrial, formando um total de 50 unidades geradoras”. A informação foi dada na manhã desta sexta-feira, 1º de setembro, pelo deputado Luciano Pimentel (PSB), quando da realização da audiência pública no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), com o tema: Sergipe e a Geração de Energia Renovável, Solar Fotovoltáica: Precisamos nos inserir.

De acordo com o deputado Luciano Pimentel, é um momento muito importante na Assembleia Legislativa, a oportunidade de realização da audiência pública.

“Há muito estamos tratando desse assunto porque nós precisamos inserir o Estado de Sergipe, nessa nova fase de geração de energia, limpa, energia solar. Enquanto presidente da Comissão de Energia dessa Casa, me chamou muito a atenção, a geração de energia solar. Fui ao Ministério das Minas e Energia e conversei com o ministro Fernando Bezerra e o Dr. Guilherme Syrkis, assessor especial; e fizemos essa proposição de realização de uma audiência pública, para que possamos estar discutindo esse tema em Sergipe”, completa enfatizando que além de energia solar, está promovendo com o debate a educação ambiental.

O assessor especial do Ministério das Minas e Energia, Guilherme Syrkis, destacou os incentivos do Governo Federal e os desafios das unidades geradoras. “O Governo Federal se antecipou com os primeiros leilões de reserva, sendo um leilão em 2014, dois em 2015 e em 2016 infelizmente tivemos que cancelar o leilão porque a economia ficou complicada e a demanda em energia caiu muito”, ressalta acrescentando que no final do ano, tem a previsão de um novo leilão de energia nova, com descontos e financiamentos atrativos.

“Os desafios estão atrelados à questão da indústria, a exemplo de como pensar em outros mercados e não ficar esperando apenas pelos leilões do Governo: além da isonomia tributária, pois o painel importado tem uma tributação mais atrativa do que o painel que é produzido aqui no Brasil”, completa acreditando numa expectativa de equiparação dos valores.Eu adoraria poder encher o Brasil todo de painel solar fotovoltáico, mas não dá porque ainda não temos como armazenar porque precisamos à noite ter uma energia firme e precisamos melhorar o modelo de eficiência econômica e pensar em combinar com a energia eólica”, explica.

O professor do IFS, Carlos Eduardo Gama, apresentou um projeto de geração fotovoltáica com diferentes tecnologias na Região Nordeste, que vem sendo desenvolvido pelo Instituto Federal de Sergipe, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe. “A energia solar é extremamente viável em Sergipe e no IFS estamos nos preparando cada vez mais”, destaca.

O coordenador de grupo de pesquisa na Universidade Federal de Sergipe (UFS) sobre energia fotovoltáica, Douglas Riffel Bressan, Doutor em Engenharia Mecânica,lamentou que Sergipe ainda esteja numa posição desconfortável. “Mas temos potencial para crescer. Falta pujança, que é que estamos buscando aqui nessa audiência. A questão da tarifa, de incentivos, o ICMS, isso pesa bastante”, entende.

 E o deputado federal Valadares Filho, disse que vai levar a iniciativa do deputado Luciano Pimentel para a Câmara Federal. “Isso para que esse debate seja feito no âmbito nacional. Quero parabenizar Luciano pela bela iniciativa, demonstrando um compromisso com o futuro, debatendo esse assunto tão importante, no presente”, disse.

Mesa

das Minas e Energia, Guilherme Syrkis; o engenheiro Douglas Brêssan Ríffel, professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), o engenheiro Carlos Eduardo Gama da Silva, professor mestre do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS), o procurador Vinicius Oliveira, o secretário de Turismo de Canindé do São Francisco e ex-senador Kaká Andrade, o secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Ricardo Mascarello, o professor mestre, Elder Ribeiro Gama, diretor geral do IFS/SE, o superintendente da Caixa Econômica Federal de Sergipe, Marco Antônio Queiroz, o superintendente do banco do Nordeste, Saumíneo Nascimento, o gerente do Sebrae, José Leite Prado Filho, o presidente da Sulgipe e ex-deputado estadual, Ivan Leite e o deputado federal por Sergipe, Valadares Filho (PSB).

Por Agência de Notícias Alese

Fotos: Eduardo Almeida/Ascom Luciano Pimentel