Ações da Petrobras dobram em 2 meses e valor de mercado aumenta R$ 72,6 bi

Entre todas as companhias com ações na Bolsa brasileira, a Petrobras foi a que mais ganhou valor de mercado em março e também em abril: foram R$ 72,6 bilhões a mais. Os cálculos são da consultoria Economatica.

Na período  de uma semana, entre 26 de fevereiro e 04 de março, a Petrobras teve um salto de cerca de US$ 11 bilhões (R$ 41,49 bilhões) em valor de mercado.

O valor de mercado das empresas de capital aberto é calculado multiplicando o total de ações pelo preço de cada ação.

Em março, o valor de mercado da petroleira havia subido R$ 42,4 bilhões. Em abril, foram mais R$ 30,2 bilhões. Com isso, a estatal começou maio avaliada em R$ 156 bilhões.

Ação preferencial quase dobra em 2 meses

As ações da estatal subiram nos dois últimos meses, acompanhando a alta nos preços do petróleo no mercado global e também o cenário político brasileiro, com o avanço do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, começaram março valendo R$ 7,35; elas fecharam março cotadas a R$ 10,63 e abril, a R$ 13,27 –uma alta de 80,54% em dois meses.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, começaram março valendo R$ 5,14; subiram para R$ 8,35 ao fim de março e R$ 10,23 ao final de abril. Elas quase dobraram de valor em dois meses (alta de 99%).